Cantinho de uma mente perturbada...: Up on the roof?

Cantinho de uma mente perturbada...

Minha foto
Nome:



[[[[CRONCH!]]]]


Culture Rangers Revolutions - EU SOU O RANGER AZUL!!!

Escrevinhadores - Crônicas do Cotidiano
Orkut
MySpace
MySpace Music (EM CONSTRUÇÃO)

Powered by Blogger

sábado, agosto 15, 2015

Up on the roof?

Uma dessas perguntas estranhas, para a qual a geral parece nunca ter certeza do que responder, é "qual o seu lugar favorito de sua casa?". A maioria de nós tem uma relação quase espiritual com sua casa, com seu lugar físico no mundo, fica parecendo que este tipo de pergunta é como se pedisse pra escolher um filho - claro, guardadas as devidas proporções. É fácil esquecer que uma casa (em geral) são vários compartimentos diferentes formando um conjunto que se espera ser coeso.
Aquel@s que se aventuram a responder falam muito na sala de estar, onde podem ouvir sua música, ver sua novela, juntar uzamigo prum filme ou pro futebol; a sala de jantar, onde pode-se reunir a família e os amigos praquele almoço aos domingos; a cozinha, pra quem curte mostrar seus talentos (tenho inveja de quem sabe fazer uma soja legal); seu quarto, seu ambiente mais íntimo, de relaxamento após um dia estressante... Um lugar que eu nunca, jamais vi ser citado é a área de serviço. Nem parece que ela é parte integrante do conjunto. Mas não julgo, ninguém é obrigad@.
Pessoalmente, o meu lugar favorito... é o meu banheiro.

- Mas o banheiro, Tom?
- Sim, o MEU banheiro.
- Mas cumaçin, num tô intendendu!...

Eu explico alegremente. Tenho a bênção de ter um pai que pode pagar um apartamento com suítes. Cada quarto tem o seu próprio banheiro - o que reduziu drasticamente a quantidade de atritos entre meu irmão e eu, enquanto morávamos juntos, por exemplo. Mas não falo apenas de tempo de banho ou da habilidade de manter um banheiro seco e perfumado que estou falando. Ter o mequisereiro é ótimo pra fazer minhas necessidades fisiológicas em paz e tomar um banho tranquilo e arrumar do jeito que eu quiser. Mas a coisa é mais profunda que isso.
Meu banheiro é meu espaço particular. É onde eu fico profunda e completamente SÓ e posso tentar por os pensamentos em ordem. Quem mais vai entrar num banheiro ocupado? OK, talvez dona Sassá e Seu Lula... Mas enfim!
Quando estou desarvorado, irritado, com vontade de matar alguém, ou simplesmente precisando de silêncio, é pro meu banheiro que vou. Levo o telefone com um cartão de memória cheio de músicas e textos, pego um livro, vou ao meu banheiro, tranco a porta, me deito no chão, ponho o fone no ouvido e esqueço do mundo. Carole King tem seu telhado, eu tenho meu banheiro. #mindêxem

0 Doidices alheias:

Postar um comentário

<< Home