Cantinho de uma mente perturbada...: Maio 2009

Cantinho de uma mente perturbada...

Minha foto
Nome:



[[[[CRONCH!]]]]


Culture Rangers Revolutions - EU SOU O RANGER AZUL!!!

Escrevinhadores - Crônicas do Cotidiano
Orkut
MySpace
MySpace Music (EM CONSTRUÇÃO)

Powered by Blogger

quinta-feira, maio 28, 2009

Le Bleu Garçon

Eu me pergunto muito quando foi que me tornei tão não-amável (ou sera que nunca fui amável algum dia). Eu poderia passar o resto do dia, da semana, do mês, choramingando a ladainha do “ninguém me ama, ninguém me quer, ninguém me chama de fechecler” (Magda Salão), mas decidi, desta vez, analisar o que faz de mim alguém que parece ser tão impossível de ser amado assim.

Já tive alguns relacionamentos na vida... já fui usado, já fui trocado (a segunda, sempre em conseqüência da primeira), já fui traído (e sou homem o bastante pra reconhecer isso), já fui agente traidor (sem saber – voltamos ao “já fui usado”).
“Ah, vai dizer que você nunca usou ninguém?” Estou dizendo aqui, categoricamente, que nunca usei ninguém, sim. Talvez seja “caretice” minha, mas minha mãe me ensinou que devemos fazer com os outros aquilo que nós desejamos que nos façam – e dar aquilo que eles desejam receber e podemos dar, e depender do comportamento alheio. Creio ter aprendido isso bem, eu não gosto de ser usado, portanto, não posso fazer isso com qualquer pessoa. Mas não vim apontar ninguém (cada um sabe – ou não – de si) a não ser eu mesmo. O que percebo é que não tenho como ser vítima todas as vezes, então só posso ser culpado, pela minha própria estupidez: eu recebo os sinais, mas nunca os vejo.

Ao longo da vida, não me tornou tão dolorido ouvir “eu não te amo”, porque simplesmente ouvi isso QUASE TODAS AS VEZES (apenas três vezes, eu ouvi o contrário). A gente acaba acostumando com a situação – já pode até formar um fila pra vir mais e mais gente dizer isso. Mas no fundo, é aquela situação da menina que tem o amigo que ninguém quer (um George O’Malley da vida) – com medo de magoar os sentimentos, vai dizer “um dia, vai chegar alguém especial (não sendo eu...)”, quando era melhor deixar claro de uma vez “Não rola, fio! Nem tente!” – mal sabem que isso é o que machuca mais.
Não, minto! O que machuca mais é quando aceitam o convite do mancebo para depois de um tempo, soltar a pérola descrita na primeira frase do parágrafo anterior. O problema é agravado porque, no fim, quem termina quer sempre enfeitar e dar alguma desculpa esfarrapada (o coitado do pato, além de feio, deve ser burro). “A verdade é que nem cocô: sempre vem à tona” (Magda Salão, novamente) – minha gente, não seria melhor sermos sempre sinceros, então? Economizaria um enorme tempo de todos, além de preocupações, culpa, gastrite e afins.

De todos os meus relacionamentos, apenas um não terminou de forma dolorosa, porque ambos acabamos percebendo que não iria muito longe enquanto ambos estávamos nos afastando. E é uma ótima relação até hoje, pois sei que posso contar com esta pessoa até hoje.

Ao menos, eu posso me considerar sortudo por ainda manter contato com as mais valorosas – tirando o relacionamento já citado, eu espero dançar em cima de dois túmulos. Há uma segunda relação que também resultou em uma amizade que espero levar para sempre – mas que passou um período na “geladeira”, antes que eu tomasse alguma atitude. As outras meninas, eu ainda consigo dizer “oi” quando encontro na rua, sem maiores traumas. Já é grande coisa, não?

Uma amiga me disse que agora é tempo de eu enamorar de mim mesmo. Ela não poderia ter dito melhor. Hora de repaginar tudo: refazer meu quarto, jogar fora tudo o que não me serve, mudar o visual, estudar novas filosofias, aprender novos truques, ver novos horizontes... quem sabe até uma nova vida em algum outro canto? Não há nada para mim neste ponto onde estou e já passou da hora de eu voar e não dá para esperar o dinheiro chegar para fazer esse vôo. Procurar novos concursos, buscar empregos em novos locais – quanto mais longe e em locais novos, melhor.

Desculpem o post, galera, mas estes últimos meses têm me dado muito poucos motivos pra ficar feliz, contente e fazendo piada. Bola pra frente.

Escutando “The Flesh Failures / Let The Sunshine In”, elenco do filme Hair


ATUALIZANDO 08/06/2009:
Aumentem para TRÊS os túmulos sobre os quais eu dançarei...

domingo, maio 17, 2009

Quando eu te vi...

A primeira vez em que vi o seu rosto eu achei que o sol nascia em seus olhos, e a lua e as estrelas eram os presentes que você deu aos céus escuros e vazios, meu amor; aos céus escuros e vazios...

A primeira vez em que beijei seus lábios eu senti a terra se mexer sob meus pés, como o coração trêmulo de um pássaro cativo ao seu comando, meu amor. Cativo ao seu comando...

A primeira vez em que me deitei contigo eu senti teu coração bater junto ao meu... assim, eu soube que a nossa alegria encheria a terra e duraria até o fim dos tempos, meu amor. E duraria até o fim dos tempos...

A primeira vez em que vi o seu rosto, eu achei que o sol nascia dos seus olhos, e a lua e as estrelas eram os presentes que você deu ao céu escuro e vazio, meu amor...

A primeira vez em que vi o seu rosto...
O seu rosto...
O seu rosto...
A sua face...



(Livremente inspirado em "The First Time Ever I Saw Your Face", de Ewan MacColl)

terça-feira, maio 12, 2009

Pra botar a boca no trombone!!!

Gente, eu estou pasmo... eu estou chocado... eu já chorei... Eu tô com ÓDIO!!!
A vida política brasileira é vergonhosa, mesmo... Dindim pra pagar passagem pra apresentadora, atriz, prostituta e patroa, todo mundo tem, né?
Com vocês, cortesia da UOL Notícias:

Pessoal, BORA BOTAR A BOCA NO TROMBONE!!! Isso não pode ficar assim!!!

domingo, maio 10, 2009

A NOSSA VIDA...

aprecie a viagem; não há bilhete de volta!


George Carlin sobre envelhecer!

(Absolutamente brilhante)


SE V. NÃO LER ISTO ATÉ O FINAL, TERÁ PERDIDO UM DIA EM SUA VIDA. E QUANDO TIVER TERMINADO, FAÇA COMO EU E MANDE ADIANTE.

Pontos de vista de George Carlin sobre envelhecer







COMO PERMANECER JOVEM







Livre-se de todos os números não-essenciais. Isto inclui idade, peso e altura. Deixe os médicos se preocupar com eles. É para isso que V. os paga.
Mantenha apenas os amigos alegres. Os ranzinzas só deprimem.
Continue aprendendo. Aprenda mais sobre o computador, ofícios, jardinagem, seja o que for, até radio-amadorismo. Nunca deixe o cérebro inativo. 'Uma mente inativa é a oficina do diabo. E o nome de família do diabo é ALZHEIMER.
Aprecie as coisas simples.
Ria sempre, alto e bom som! Ria até perder o fôlego.
Lágrimas fazem parte. Suporte, queixe-se e vá adiante. As únicas pessoas que estão conosco a vida inteira somos nós mesmos. Mostre estar VIVO enquanto estiver vivo.
Cerque-se daquilo que ama, seja família, animais de estimação, coleções, música, plantas, hobbies, seja o que for. Seu lar é seu refúgio.
Cuide da sua saúde: se estiver boa, preserve-a. Se estiver instável, melhore-a. Se estiver além do que V. possa fazer, peça ajuda.
Não 'viaje' às suas culpas. Faça uma viagem ao shopping, até o município mais próximo ou a um país no exterior, mas NÃO para onde V.. tiver enterrado as suas culpas.
Diga às pessoas a quem V. ama que V. as ama, a cada oportunidade.

E LEMBRE-SE SEMPRE:

A vida não é medida pela quantidade de vezes que respiramos, mas pelos momentos que nos tiram a respiração.





A jornada da vida não é para se chegar ao túmulo em segurança em um corpo bem preservado, mas sim para se escorregar para dentro meio de lado, totalmente gasto, berrando:

"PUTA MERDA, QUE VIAGEM!"


VIVA SIMPLESMENTE, AME GENEROSAMENTE,IMPORTE-SE PROFUNDAMENTE, FALE GENTILMENTE,DEIXE O RESTO PARA DEUS.

terça-feira, maio 05, 2009

Por que você bloga?

Recebi uma pergunta bem curiosa. Curioso, também a respondi. Foi uma reflexão um tanto fuleira, mas sempre sincera. Ela está aqui:

http://porquevocbloga.blogspot.com/2009/05/tom-ferreira.html

sábado, maio 02, 2009

Vamos participar, gente!!!

Greenpeace Ciberativismo
29 de Abril de 2009


Assine contra a MP que acabará com as florestas
A Câmara dos Deputados aprovou na semana passada uma medida feita sob encomenda para acelerar as obras de infra-estrutura previstas no PAC (Plano de Aceleração do Crescimento), capitaneado pela ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff.

Em um ato de oportunismo político, o deputado petista José Guimarães (CE) “enxertou” na Medida Provisória (MP) 452 uma emenda que dispensa de licenciamento ambiental prévio as obras em rodovias brasileiras. Originalmente, a MP 452 tinha como propósito modificar a lei que cria o Fundo Soberano do Brasil (FSB). Como se não bastasse, a emenda estabelece ainda prazo máximo de 60 dias para a concessão da licença de instalação. Ao final desse prazo, a licença será automática.

A destruição da Amazônia não provoca apenas perda acelerada da biodiversidade e impactos no modo de vida da população local. O desmatamento é também a principal fonte de emissões de gases do efeito estufa no Brasil, colocando o país na posição de quarto maior poluidor do clima global.

Várias iniciativas como essa e o Projeto Floresta Zero, em tramitação no Congresso Nacional, colocam em xeque as metas de redução de desmatamento assumidas internacionalmente pelo governo brasileiro no Plano Nacional de Mudanças Climáticas. A MP 458 segue agora para o Senado e, se aprovada, pode causar danos sem precedentes ao meio ambiente, em particular à Amazônia e ao clima global.

O futuro da floresta – e das futuras gerações – depende das escolhas que fazemos hoje. Diga aos senadores que você é contra a aprovação desta emenda e a favor do desmatamento zero.
Zerar o desmatamento é a principal contribuição do Brasil na luta contra as mudanças climáticas. Clique aqui e participe! Seu gesto vai fazer a diferença!



E mais:
Acompanhe as novidades do tour no nosso blog
» Filie-se ao Greenpeace!
» Encaminhe esse e-mail para um(a) amigo(a)
Greenpeace Brasil
R. Alvarenga 2331
São Paulo - SP
(11) 3035-1155