Cantinho de uma mente perturbada...: Junho 2012

Cantinho de uma mente perturbada...

Minha foto
Nome:



[[[[CRONCH!]]]]


Culture Rangers Revolutions - EU SOU O RANGER AZUL!!!

Escrevinhadores - Crônicas do Cotidiano
Orkut
MySpace
MySpace Music (EM CONSTRUÇÃO)

Powered by Blogger

sexta-feira, junho 29, 2012

Eu gosto de animais. Gosto MUITO de animais - mesmo dos que tenho medo (peçonhentos) ou dos que me fazem raiva (mosquitos, cupins e cães spinscher). Gosto mais de animais "irracionais" que dos "humaníssimos" seres humanos, nunca escondi nem neguei. Troco dez "pessoas" por um cachorro numa boa.
Nem sei exatamente como foi que cheguei a ficar assim. Lembro de ter matado muito mosquito, barata, formiga, lagarta-de-fogo e cupim por aí na infância (e ter matado uma rata prenhe, uma vez - o que me doeu no fundo da alma). Nem penso muito, ajo instintivamente.
Eu defendo animais. Eu me meto em encrencas na rua porque não admito que animais sejam maltratados na minha frente. Já roubei chicote de um idiota que maltratava seu cavalo numa carroça. Já arranquei estilingues de pivetes que atiravam pedras em passarinhos filhotes num ninho. Já tentei impedir que cobras fossem mortas. Não deixo que matem roedores e insetos na minha presença (OK, me rendo, ainda faço exceções aos mosquitos e aos cupins, mas estou me esforçando!). Já comprei uma gaiola apenas para quebrá-la. Entendo perfeitamente quem joga bomba de farinha ou galão de tinta n@s biscates biscateir@s que usam casacos de pele (mas não creio que EU vá ter coragem de fazer isso algum dia). Brinco com cães, gatos e pássaros que encontro na rua. Penso muito em finalmente largar a carne e me tornar vegetariano (já consegui largar o refri, por que tá tão difícil largar a carne?).
Acredito piamente que baratas são os "seres perfeitos" porque passaram milhões de anos e sobreviveram a dinossauros e bombas atômicas sem qualquer alteração evolutiva (e estão vivendo relativamente bem, comendo literalmente de tudo). Acredito afirmativamente que Deus não fez os seres humanos à sua imagem e semelhança - no máximo, nos deu o tal do "raciocínio" como medida para sabermos lidar com este mundão que Ele nos deu (e estamos fazendo um péssimo trabalho nisso).
Não sou "foda", nem sou "fodão". Sou alguém que se importa. Apenas isso.
Minha mãe vive a me chamar jocosamente de São Francisco de Assis. Quer saber? Que seja! Me dá ORGULHO ser comparado ao Santo que a Revista TIME elegeu como a Personalidade do Segundo Milênio.

quinta-feira, junho 07, 2012

J'ai la Musique en Moi!

Não tenho problema na minha vida, nenhum sonho idiota pra me fazer chorar. Nunca tenho medo ou preocupação, eu sei que sempre sobreviverei.
Eu esquento, eu esfrio. Se alguma coisa entrar em meu caminho, eu desvio. Não deixo a vida me derrubar, eu a tomo do jeito que a achei.

Eu tenho a música em mim, baby!
Dizem que a vida é um ciclo mas nem foi assim que eu achei. Eu vou seguindo em linha reta, com os pés firmes no chão.
Eu esquento, eu esfrio. Tenho muitas coisas na minha cabeça e preciso dizê-las. Não deixo a vida me derrubar, eu agarro minha tristeza e brinco com ela.

Eu tenho a música em mim, baby!

Me sinto funky, me sinto bem! Tenho que lhes dizer - ESTOU NA VIZINHANÇA, MUNDIÇA e vou voar como um pássaro!!! É melhor segurarem seus chapéus, querid@s e cantem, Cantem, CANTEM, CANTEM!!!
Esquentem, esfriem - tenho meus versos e vou dizê-los. Não vou deixar a vida me derrubar - não deixem suas vidas lhes derrubarem! Vou agarrar meu blues e tocá-lo!

Eu tenho a música em mim, baby!
Eu tenho uma música - uma linda música...
Eu tenho a música em mim, bitches!



(Livremente inspirado em "I Got the Music in Me", de Bias Bloshell)